Câmara Municipal apoia clubes com bilheteiras fechadas

A Câmara Municipal de Viana do Castelo acaba de lançar um Programa Excecional no Âmbito da COVID-19 que prevê a atribuição de um apoio de 250 euros por jogo em casa a 19 clubes do concelho, num investimento que rondará os 75 mil euros até final do ano e que integra o programa municipal “Ativar o Desporto”.

Perante o estado actual da pandemia, os vários eventos culturais e desportivos foram cancelados ou sujeitos a regras muito apertadas de segurança.

No que diz respeito aos eventos desportivos, quer o cancelamento de jogos quer a ausência de espectadores nos jogos, provocou um desequilíbrio financeiro nos clubes.

Perante esta situação a Câmara Municipal de Viana do Castelo decidiu pôr em prática um programa excepcional que contempla o apoio de 250 euros por jogo a 19 clubes de Viana do Castelo.

De acordo com o protocolo estabelecido para o efeito e “face ao estado de contingência decretado pelo Governo Português e tendo em consideração as diretrizes da Direção Geral da Saúde (DGS) em articulação com a legislação em vigor sobre a prática desportiva, em especial, a não presença de público nos eventos desportivos (jogos) e consequente redução de meios financeiros por falta de bilheteira, vem o Município de Viana do Castelo criar um programa de apoio excecional às Associações/Clubes que participam dos diversos campeonatos e são afetados por estas regras”.

São elegíveis para este apoio as associações/clubes do concelho que participam em Campeonatos Nacionais ou Regionais na categoria sénior que sejam “afetadas pelas regras que impedem a presença de público nos recintos desportivos, não permitindo assim a venda de bilhetes e respetivas receitas, a qual permitia a organização dos jogos, o pagamento da segurança e arbitragem”.

José Maria Costa, presidente da Câmara Municipal, refere que esta “é uma área importante para desconfinarmos”, já que “o associativismo é fundamental, é uma das maiores riquezas que temos em Viana do Castelo, quer na área da cultura quer no desporto”.

“Quisemos dar às associações e clubes um sinal de que estamos solidários com eles. Este é um tempo diferente, é um tempo em que todos somos convocados a procurar soluções para reativar a economia, a cultura e o desporto”, declarou o edil.

Por sua vez, Vítor Lemos, vereador do desporto, indicou que os clubes fizeram “sentir as suas dificuldades por não terem capacidade de realizar bilheteira”, pelo que este programa excecional vai apoiar 11 equipas de futebol, 3 de voleibol, 2 de hóquei em patins, 1 de basquetebol e 1 de andebol. “Temos consciência de que não nos conseguimos substituir à receita perdida por falta de público, mas queremos que os nossos clubes possam jogar mais tranquilos porque não será por falta de pagamento à arbitragem e segurança que vão deixar de competir”, frisou.

A previsão é que este apoio dure enquanto não for revista a legislação em vigor que impede a entrada de público e é válido até 31 de dezembro de 2020, sendo que as associações/clubes devem apresentar o calendário de jogos oficiais e sendo apoiados nos jogos em casa, após a realização dos mesmos.

São abrangidos por este apoio excecional a Associação Desportiva Afifense, Associação Desportiva de Barroselas, Associação Desportiva de Chafé, Associação Desportiva e Cultural de Alvarães, Associação Desportiva e Cultural de Perre, Associação Desportiva Darquense, Associação Juventude de Viana, Clube Basquete Viana, Deucriste Futebol Clube, Escola Desportiva de Viana, Futebol Clube Vila Franca, Grupo Desportivo Castelense, Grupo Desportivo Monserrate, Neves Futebol Clube, Santa Luzia Futebol Clube, Sport Clube Vianense, Sport União Cardielense, União Desportiva Lanheses e Voleibol Clube de Viana.

Partilhar
Share On Facebook