O telemóvel pode esperar

Partilhar
Share On Facebook

O uso do telemóvel ao volante vai estar na mira das autoridades que, a partir de amanhã, estarão na estrada para alertar para a perigosidade da sua utilização durante a condução.

“Ao volante, o telemóvel pode esperar” é o tema para a campanha que será lançada amanhã pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), a Guarda Nacional Republicana (GNR) e a Polícia de Segurança Pública (PSP).

A campanha desenvolve-se entre os dias 25 a 31 de maio e tem como objetivo alertar os condutores para as consequências negativas e mesmo fatais do uso indevido do telemóvel durante a condução.

Estarão na estrada operações de fiscalização, pela GNR e pela PSP, com especial incidência para vias e acessos com elevado fluxo rodoviário, de forma a contribuir para a diminuição do risco de ocorrência de acidentes e para a adoção de comportamentos mais seguros por parte dos condutores no que tange à utilização de aparelhos eletrónicos.

Em Viana do Castelo a acção de sensibilização prevista terá lugar na Avenida do Meio, no dia 27 de maio, às 10 horas. No dia seguinte será Braga a receber a campanha, às 9 horas na Rotunda da Força Aérea, junto à Avenida General Carrilho da Silva Pinto.

De recordar que estudos científicos equiparam o uso indevido do telemóvel à condução sob o efeito do álcool, com consequências muito parecidas na atenção e na capacidade de reação. Com o intuito de reduzir este comportamento, form introduzidas alterações ao Código da Estrada, em vigor desde 8 de janeiro deste ano, que duplicaram os valores das coimas, tendo passado os seus limites para €250 a €1.250, com subtração de 3 pontos na carta em vez dos 2, anteriormente previstos.

Na última campanha sobre este tema, efetuada de 23 de fevereiro a 1 de março de 2021, as Forças de Segurança fiscalizaram 73.544 veículos tendo registado 1.164 infrações relativas ao manuseamento do telemóvel durante a condução, o que correspondeu a uma taxa de infração de 1,58%, numa média de 166 infrações por dia.