Ouvir notícia
Listen to
this article
Text to speech by Listencat
Text to speech
by Listencat

Ponte de Lima vota em Marcelo e dá segundo lugar a Ventura

Partilhar
Share On Facebook

Marcelo Rebelo de Sousa garantiu hoje a reeleição como Presidente da República Portuguesa.

Os portugueses não ficaram em casa e, nas urnas, mostraram qual o candidato pretendido para o próximo mandato da Presidência da República.

O resultado destas eleições foi o expectável no que diz respeito ao vencedor, com a reeleição de Marcelo Rebelo de Sousa, mas o mesmo não se pode dizer do segundo candidato a arrecadar mais votos.

A luta por esse segundo lugar foi feita “ombro a ombro” com os candidatos Ana Gomes e André Ventura a sofrerem até à última hora.

Com a contagem a decorrer André Ventura tomou a dianteira, mas, cerca das 20 horas, com o início da contagem dos municípios mais numerosos, Ana Gomes acabou por recuperar e conseguir somar votos e acabar por ser o candidato mais votado, logo a seguir a Marcelo rebelo de Sousa.

A abstenção, que foi uma pedra no sapato das várias candidaturas, acabou por registar um aumento em relação às eleições presidenciais anteriores. No entanto, os portugueses não ficaram em casa e, mesmo em ambiente pandémico, hiuve forte afluência às urnas.

Em Ponte de Lima a vitória foi para Marcelo Rebelo de Sousa, que, sem surpresa, venceu as eleições com 11696 votos (67,59 %).

Na luta pelo segundo lugar, ainda em Ponte de Lima, os votos foram para André Ventura, que conseguiu convencer 1996 votantes (11,53%), conquistando, desta forma, o segundo lugar, deixando Ana Gomes cair para o terceiro lugar com 1478 votos (8,54%).

O candidato do povo, “sem rede” e sem máquina partidária, Vitorino Silva, alcançou o quarto lugar com 703 votos, obtendo assim uma maior votação do que a candidata do Bloco de Esquerda, Marisa Matias, que obteve 578 votos (3,33%).

Tiago Mayan, o candidato do Partido Liberal, consegui melhor resultado que João Ferreira, candidato apoiado pelo Partido Comunista, tendo o liberal arrecadado 432 votos (2,50%) e o comunista 423 votos (2,44%).