Sobe para cinco o número de mortes em lar de Caminha

Partilhar
Share On Facebook

A morte de um utente do lar do Bom Jesus dos Mareantes, em Caminha, elevou para cinco o número de óbitos naquela instituição, que tem atualmente 54 utentes e 24 funcionários infetados com o novo coronavírus, foi hoje revelado.

Segundo a directora daquela instituição no distrito de Viana do Castelo, Cristina Malhão, adiantou que o utente morreu na segunda-feira, sendo que dos 54 idosos infectados “quatro estão hospitalizados”.

Antes do início do surto de covid-19, detectado no dia 03, o lar acolhia um total de 63 idosos.

Do total de 42 funcionários, o surto de covid-19 infetou 24, sendo que “apenas nove estão disponíveis para trabalhar, porque os restantes já se encontravam de baixa médica”.

Cristina Malhão adiantou que na segunda-feira chegou à instituição uma Brigada de Intervenção Rápida composta por dois enfermeiros e quatro auxiliares.

“A situação não está estabilizada. Está um pouco mais controlada. Consigo aguentar assim a instituição mais uma semana. Não consigo aguentar muito mais. Preciso é que as minhas funcionárias comecem a testar negativo para voltarem ao seu local de trabalho”, referiu.

No domingo, o presidente da Câmara de Caminha pediu ajuda para fazer face à situação “caótica” do lar do Bom Jesus dos Mareantes que, naquele dia, registava quatro mortes.

“A situação na Casa de Repouso da Confraria do Bom Jesus dos Mareantes está descontrolada. É caótica, apesar das ajudas que nos foram chegando da Segurança Social que já tem, há alguns dias, uma brigada de Intervenção Rápida com três pessoas. Precisamos de ajuda”, apelou Miguel Alves.

Ouvir notícia
Listen to
this article
Text to speech by Listencat
Text to speech
by Listencat