Luis Nobre sucede a Costa com novo projecto

Partilhar
Share On Facebook

Luis Nobre será o próximo presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, tendo assegurado a continuidade do PS na autarquia vianense.

Apesar da vitória conseguida nas eleições autárquicas de ontem, o resultado traduziu-se na perda de um mandato no executivo camarário, tendo elegido 5 em 8 possíveis mandatos.

Luís Nobre recusa que esse facto se traduza numa derrota da sua candidatura. “Nós não perdemos, nós elegemos 5 vereadores”, reforçou Nobre.

O recente eleito faz uma análise positiva dos resultados e agradeceu aos vianenses o facto de terem depositado a sua confiança na candidatura vencedora.

Para Luis Nobre o que está em curso é “uma nova candidatura, um novo projecto”.

Quanto ao PSD, que nestas eleições concorreu em coligação com o CDS/PP, com Eduardo Teixeira a liderar a candidatura, conseguiu dois mandatos para o executivo camarário, mais um do que o resultado das eleições de 2017.

Mesmo assim, o somatório dos votos, desta vez em coligação, são inferiores aos votos obtidos em 2013 quando Eduardo Teixeira concorreu à câmara vianense na representação do PSD.

Comparando o número de votos conseguidos nestas eleições com os obtidos em 2017, resulta que a coligação com o CDS poderá ter acrescentado somente mais 1456 votos.

Para Eduardo Teixeira, cabeça de lista da coligação, a leitura dos resultados é outra. Segundo o candidato a coligação “é a força política com mais eleitos directos, o que representa um crescimento de 20%.

Eduardo Teixeira terá agora que decidir em manter o lugar de deputado na Assembleia da República ou assumir a vereação na câmara vianense, lugar para o qual foi agora eleito.

Quanto à CDU, esta coligação conseguiu aumentar o número de votos em relação às eleições anteriores, consolidando assim o seu eleitorado. O número de votos permitiu assegurar a manutenção de um vereador na Câmara Municipal.

Por sua vez a voz da cidadania volta a vencer em Viana do Castelo, desta vez com o movimento Joca servir o Povo de Viana (JSPV), liderado por Luís Jorge Videira, conhecido por todos como Joca.

Fotógrafo de profissão, Joca tem apostado na denúncia de situações urgentes de apoio social, procurando, e conseguindo muitas vezes, a solução para casos dramáticos.

Foi imbuído deste espírito que surgiu este movimento independente que concorreu à Assembleia Municipal e conseguiu eleger um representante.

A votação obtida por este movimento colocou-o na quarta força mais votada, tendo ficado à frente do Bloco de Esquerda e Chega, entre outros.

As causas sociais ganharam aqui um lugar de destaque neste órgão autárquico, que irá contribuir para um maior empenho em melhorar as condições de acessibilidade e mobilidade no município vianense.