Terça-feira, Junho 28, 2022

Ano 113 - Nº 5275

publicidade
publicidadepublicidade
InícioÚLTIMAS NOTÍCIASFeira dos Santos volta a realizar-se em Cerdal após um ano de...

Feira dos Santos volta a realizar-se em Cerdal após um ano de paragem

A Feira dos Santos de Cerdal volta a realizar-se em Valença entre 31 de outubro e 02 de novembro, com mais de 400 tendas, depois do cancelamento em 2020 devido à pandemia de covid-19, informou hoje a câmara.

Em 2020, pela primeira vez em 262 anos, a Feira dos Santos, em Cerdal, que até então atraía milhares de visitantes, muitos da Galiza, sobretudo de Tui, província de Pontevedra, foi cancelada devido à pandemia de covid-19.

Antes do início da edição 2021, na sexta-feira, no arquivo municipal de Valença, às 21:00, vai ser apresentado o livro “A Feira dos Santos de Cerdal”, de Narciso Serra.

A “publicação deste livro resulta de um trabalho de investigação que o autor realizou e que abre caminho para valorização da feira e uma possível candidatura desta a Património Cultural Imaterial”.

Com “cerca de 170 páginas, este livro pretende abrir novos cenários de proteção e projeção deste rico património”.

Em comunicado hoje enviado às redações, a autarquia da segunda cidade do distrito de Viana do Castelo, adiantou que a “mãe de todas as feiras está de volta com mais de 400 tendas prontas para receberem milhares de visitantes”.

A Feira dos Santos “é o evento de outono por excelência na eurorregião Galiza-Norte de Portugal, recebendo portugueses e espanhóis em perfeita comunhão, numa tradição comum que os séculos não fizeram definhar”.

As cidades de Valença e Tui estão separadas por apenas 400 metros, são servidas por duas pontes sobre o rio Minho e, desde 2012, constituem uma eurocidade.

Considerada a “última grande feira/romaria do calendário anual do Noroeste Peninsular, a edição 2021 da Feira dos Santos vai contar com “três dias de festa”.

A venda dos pericos dos Santos (peras pequenas típicas do concelho), as castanhas, as corridas de cavalos, as tasquinhas, os cantares ao desafio e as tendas são alguns dos seus atrativos.

Os pericos, “semelhantes a uma pequena pera, são endógenos de Valença e têm no concelho, além da sua origem, as maiores áreas de produção”. A par dos pericos, as castanhas cruas ou cozidas, as nozes e os dióspiros são outros dos produtos biológicos comercializados.

Roupa, calçado, produtos do campo, gado cavalar, bovino e caprino, bijuterias e muita gastronomia tradicional também se encontram naquela feira que se realiza, habitualmente, nos dias 01 e 02 de novembro.

No dia 01 de novembro ocorre a feira dos Santos e no dia 02 a feira das Trocas, que como o nome indica, permite trocar os produtos adquiridos na véspera que por alguma razão não serviram.

A feira decorre, anualmente, no Terreiro de São Bento da Lagoa, na freguesia de Cerdal, num espaço situado junto à Estrada Nacional (EN) que liga o concelho a Paredes de Coura e a cinco minutos do acesso à Autoestrada 3 (A3) e às pontes internacionais que ligam Valença a Tui, na Galiza.

Manda a tradição que nas noites de 31 de outubro e de 01 de novembro, a feira dos Santos seja o destino para provar os vinhos novos e saborear os petiscos locais. Nas tasquinhas animam-se as noites ao som das concertinas e as cantigas de desgarrada.

As corridas de cavalos, em passo travado, são outros dos pontos altos do programa da romaria. A iniciativa decorre na pista das corridas onde os cavalos garranos dão um colorido especial à feira do gado que conta, ainda, com animais bovinos, caprinos e ovinos.

Artigos Relacionados
PUB

Mais Popular

Comentários Recentes