Terça-feira, Junho 28, 2022

Ano 113 - Nº 5275

publicidade
publicidadepublicidade
InícioAMBIENTERio de Estorãos perde o seu caudal de forma drástica

Rio de Estorãos perde o seu caudal de forma drástica

Exploração agrícola da Quinta da Aveleda poderá estar na origem da redução drástica do caudal do Rio de Estorãos.


O rio Estorãos, em Ponte de Lima, viu o seu caudal praticamente desaparecer nas últimas semanas do mês de julho do corrente ano e, já em agosto, a água deixou mesmo de correr por baixo da emblemática ponte de Estorãos.
A  população na freguesia está indignada com a redução drástica do caudal do rio e aponta o dedo a uma exploração de 70 hectares instalada a montante. Segundo populares a questão prende-se com a captação de água para rega da exploração vitivinícola detida pela empresa Aveleda.

Fotografias captadas no local permitem verificar a existência de canalizações de captação de água com cerca de 31 cm de diâmetros a debitar água do leito do rio para irrigação das vinhas.

Os relatos de populares apontam também que a redução do caudal, já se notava mesmo antes de se ter iniciado a exploração vitivinícola, pelo que para além daquela poderão ter que se somar outros factores como causadores da situação actual.

Na verdade por baixo da ponte emblemática de Estorãos já não corre água. O local de ar bucólico era aproveitado por veraneantes como área de lazer e de banhos, mas o cenário deste verão afigura-se catastrófico. Não só para os veraneantes, mas para todo o ecossistema  daquele curso de água.

O Bloco de Esquerda alertou recentemente  para esta situação dizendo “ser necessário apurar as causas que levaram à redução drástica do caudal do rio Estorãos e atuar nos termos da lei, e nesse sentido o seu grupo parlamentar questionou o Governo sobre a situação.

Em questão estão, entre outras, a necessidade de “auferir que licenças estão em vigor para a captação de água do rio Estorãos, que entidades licenciadas e quais os prazos de validade das respetivas licenças.”

Para os “bloquistas” o  valor social, económico, ecológico e paisagístico do rio Estorãos é incalculável para as gentes daquela freguesia cujo bem-estar e qualidade de vida depende em boa parte do bom funcionamento daquele ecossistema fluvial.

Artigos Relacionados
PUB

Mais Popular

Comentários Recentes