Sábado, Junho 25, 2022

Ano 113 - Nº 5275

publicidade
publicidadepublicidade
InícioCOVID-19Unidades de retaguarda pretendem retirar pressão dos hospitais

Unidades de retaguarda pretendem retirar pressão dos hospitais

Perante o crescente número de contágios de Covid-19 foi necessário criar estruturas de apoio no âmbito da pandemia para libertar a crescente sobrecarga dos hospitais.

De norte a sul do país, hotéis, Pousadas da Juventude e pavilhões são agora disponibilizados para servirem de apoio às unidades de saúde que registam de forma generalizada uma sobrecarga de utentes.

A medida visa garantir o apoio a pessoas infetadas com o novo coronavírus sem necessidade de internamento hospitalar e, também, a utentes de lares para pessoas idosas que careçam de apoio específico fora das respetivas instalações.

Para tal foi criada uma rede nacional de Estruturas de Apoio de Retaguarda (EAR), que conta já com 19 unidades activas em todo o território nacional.

Com a implementação desta medida a capacidade máxima instalada é agora de 1.950 utentes.

Destas 19 Estruturas operacionais, 10 têm atualmente utentes instalados, num total de 79 utentes, o que representa uma taxa de ocupação de 4%.

A EAR de Viana do Castelo a EAR está a funcionar no Centro Cultural de Viana do Castelo, que foi disponibilizado para esse efeito pela autarquia.

Para além destas 19 Estruturas operacionais, existem outras 9 Estruturas em fase de instalação, completando assim a rede nos 18 distritos de Portugal continental.

No total, a rede contará com uma capacidade máxima que ultrapassa as 2.300 camas.

Artigos Relacionados
PUB

Mais Popular

Comentários Recentes